Reabilitação Através da Fisioterapia Para Idosos

Home / Reabilitação Através da Fisioterapia Para Idosos

Reabilitação Através da Fisioterapia Para Idosos

A fisioterapia para idosos trabalha também na reabilitação das mais diversas patologias neurológicas, ortopédicas e respiratórias.

Na neurologia as doenças mais comuns nos idosos são o Acidente Vascular Encefálico (AVC), Doença de Parkinson e Alzheimer.

No AVC a fisioterapia tem como objetivo principal manter a independência funcional e qualidade de vida dentro das limitações causadas pela hemiplegia/hemiparesia.

Na Doença de Parkinson, doença degenerativa e progressiva que apresenta sintomas de lentificação, tremor de repouso, rigidez muscular e instabilidade postural, a fisioterapia tem como objetivo tratar os distúrbios já apresentados pelo paciente e adiar as complicações originadas pela progressão da doença.

No Mal de Alzheimer, a fisioterapia visa manter o idoso o mais ativo e independente possível. De tal modo que haja uma melhora na qualidade de vida segundo as limitações em cada fase da doença.

No processo de reabilitação neurológica são utilizados os recursos de cinesioterapia, eletroterapia, termoterapia, técnicas manuais e técnicas específicas.

As doenças ortopédicas mais comuns na fase senil são as artroses, artrites e osteoporoses.

Todas essas doenças são degenerativas e o objetivo da fisioterapia nesses casos é tratar a fase aguda da doença e entrar com um programa de prevenção para impedir que a doença progrida.

Idosos possuem um alto índice de quedas causados por déficit de equilíbrio, fraqueza muscular ou alterações cognitivas, por isso são muito propensos a sofrer fraturas devido as quedas.

A fisioterapia trabalha diretamente no processo de reabilitação de fraturas de idosos, para restabelecer a função muscular do membro fraturado.

Para reabilitação ortopédica de idosos são utilizados os recursos de cinesioterapia, eletroterapia, termoterapia e técnicas manuais.

Na parte respiratória, a pneumonia é a doença mais comum entre os idosos e a fisioterapia pode trabalhar na reabilitação da doença com manobras de higiene brônquica e tosse assistida para retirada de secreções, em um processo multidisciplinar de tratamento.

A fisioterapia respiratória também está indicada para qualquer idoso que apresente algum tipo de comprometimento pulmonar, agudo ou crônico. Pacientes idosos tem mais propensão a desenvolver limitações da função respiratórias após serem submetidos a grandes cirurgias, quadros infecciosos ou neurológicos e períodos prolongados de internação.

Esses pacientes, após a alta hospitalar, devem receber uma atenção especial do fisioterapeuta respiratório no tratamento das disfunções agudas e na prevenção de recidivas dos quadros infecciosos pulmonares.

As técnicas de manobras de higiene brônquica, reexpansão torácica e reeducação respiratória são as condutas indicadas nesses casos. Fora isso, exercícios de alongamento, fortalecimento muscular e condicionamento físico aumentam a mobilidade torácica e a eficiência do ato respiratório e funcionalidade global.

Como Montar Um Plano de Fisioterapia Para Idosos – Exercícios

plano-de-fisioterapia

Os exercícios indicados para idosos devem ser sempre pensados de forma simples, porém eficaz.

Os exercícios precisam ser de fácil entendimento, para que o idoso entenda como o exercício deve ser realizado, e de fácil execução, para que ele possa realiza-lo mesmo com suas limitações.

Cada idoso é diferente e por isso cada plano de fisioterapia deve ser montado individualmente, após uma avaliação minuciosa em que todas as limitações e dificuldades possam ser identificadas, a fim de traçar uma conduta que seja especial para a reabilitação do idoso em questão.

Os idosos geralmente apresentam mais que uma queixa principal, apresentando uma série de problemas e sintomas. O fisioterapeuta precisa ter o tato de identificar qual o problema principal. Após identificar, trace sua conduta por etapas, mas sempre com um objetivo final que é melhorar a qualidade de vida.

Após uma avaliação completa, um plano de fisioterapia é traçado de acordo com as queixas apresentadas pelo paciente e identificadas pelo fisioterapeuta.

 

Ficou alguma dúvida sobre o tema? Deixe seu comentário abaixo, e nossos especialistas terão o maior prazer em responder!

 


Fonte: Blog Fisioterapia

 

Agende já uma consulta para avaliação

ou

Conheça outras Especialidades

Deixe uma resposta

Copiar
%d blogueiros gostam disto: