Psicoterapia para quem tem a Síndrome do Pânico

Home / Psicoterapia para quem tem a Síndrome do Pânico

Psicoterapia para quem tem a Síndrome do Pânico


Quem tem a Síndrome do Pânico geralmente busca tratamentos conjugados de psicoterapia e medicação, além dos tratamentos alternativos, que ajudam a pessoa a superar a doença de uma forma mais branda e com menos sofrimento. Mas pouca gente entende o porquê da doença. Por isso, é tão importante apostar na psicoterapia para quem tem a Síndrome do Pânico.

Conviver com as crises e os sintomas da Síndrome do Pânico não é nada fácil. Principalmente porque a crise de pânico causa diversos sintomas físicos que se originam de uma intensa ansiedade, levando a uma situação de medo de morte iminente, causando um verdadeiro terror na mente da pessoa.


A importância da Psicoterapia

Na psicoterapia especializada, o indivíduo que tem a síndrome do pânico, aprende diversas técnicas de relaxamento e descobre qual é a origem de suas crises. Trabalhar o lado psicológico é algo extremamente importante, para que a pessoa aprenda a lidar com o problema da melhor forma possível e assim possa superá-lo de forma definitiva.

Infelizmente, muitas pessoas, seja por ignorância ou falta de informação, creem que o tratamento medicamentoso é o único necessário para a cura da Síndrome do Pânico. O problema é que o tratamento é realizado com remédios controlados que, mais cedo ou mais tarde, terão de ser retirados, para que o paciente possa ter uma vida normal. E, quando mal administrada, a medicação só serve para mascarar o sofrimento da pessoa, ao invés de acabar com ele.

Mas, se essa pessoa volta à vida normal sem ter descoberto a causa das crises, as chances de recaída são muito maiores, pois o indivíduo não entende o que está acontecendo em sua própria cabeça. Por isso que a psicoterapia é tão importante para complementar o tratamento médico.


Objetivos da Psicoterapia

– Auxiliar no tratamento medicamentoso

– Descobrir a causa das crises

– Estudar soluções para a ansiedade excessiva e aprender a lidar com ela

– Superar traumas psicológicos

– Aprender a se controlar em momentos de crise

– Desativar os gatilhos que desenvolvem as crises de pânico

– Exercitar a tolerância e a paciência

A combinação da psicoterapia com a medicação é a melhor solução para o tratamento da Síndrome do Pânico e para superação definitiva do problema.

 


Fonte: Site Síndrome do Pânico

Comentários

Copiar