Como curar a ferida da rejeição

Home / Como curar a ferida da rejeição

Como curar a ferida da rejeição


Quem não tem medo da rejeição? Pode ser que esse temor viva com você todos os dias, mas você não é consciente disso. O problema é que só nós temos a autoridade para nos rejeitarmos ou aceitar-nos. Não permita que ninguém rejeite você, isso é assunto seu!

Apesar de sermos conscientes disto, não podemos evitar que a nossa autoestima seja afetada quando alguém nos rejeita. Ficamos mais vulneráveis, nos isolamos dos outros e inclusive deixamos de nos cuidar.

Vejamos como curar a ferida da rejeição. Uma ferida que costuma fazer com que devolvamos aquilo que recebemos, isto é, faremos o possível para sermos rejeitados pois é o que conhecemos.


Cuide de si mesmo

curar-a-ferida-da-rejeicao

 

Você não pode evitar ser rejeitado, embora você possa aceitar ou não essa rejeição. Você precisa ser capaz de se apreciar, de se valorizar e de investir em si mesmo. Você pode continuar do jeito que está, já que mudar é difícil e talvez você se sinta bastante inseguro. Mas você prefere rejeitar a rejeição ou continuar aceitando-a? Essa opção está somente em você, ninguém poderá tomar essa decisão.

A rejeição o tornará fraco, vulnerável, e pode fazer você mergulhar na depressão. Você deve se olhar a si mesmo e saber quem você é. Perdoe-se! Todos cometemos erros, mas isso não justifica que os outros possam nos rejeitar. Quem é você para me rejeitar? Por acaso eu rejeito os outros?

Nunca permita que o fato de rejeitarem você o transforme no primeiro a pagar com a mesma moeda. Você vale muito. Descubra-se, valorize-se e dê-se o respeito que você merece…

Fale bem de você

curar-a-ferida-da-rejeicao

Muitas vezes é difícil falar bem dos outros, ou é o contrário? Às vezes sabemos apreciar os pontos fortes das outras pessoas, aquilo em que se destacam. É mais fácil ver as coisas nas outras pessoas, tanto as boas como as ruins. Mas o que acontece com relação a nós mesmos? Aí nos encontramos com uma barreira. Comece a falar bem de você hoje com estes conselhos simples:

  • Enumere os seus pontos fortes
  • Determine que o dia de hoje é o seu melhor dia!!!
  • Pense que o que sair da sua boca poderá curá-lo ou feri-lo
  • Transforme o seu diálogo interior em algo positivo

Hoje é o dia e o momento em que você precisa começar a falar bem de si mesmo para se recuperar e estar cada dia melhor. A rejeição provoca mal-estar, angústia e faz com que sintamos que não valemos nada. Mas o que os outros podem dizer de você não o define! Estar seguro de si mesmo é o primeiro passo para ir com a cabeça bem erguida frente à quantidade de rejeições que você terá que enfrentar.


Presenteie-se com o melhor

Para começar a se valorizar você precisa se permitir o melhor. Se você vai comer, coma o melhor; ao se vestir, vista o melhor. Valorize-se, presenteie-se e premie-se constantemente. Você precisa se cuidar com carinho, pois ninguém mais o fará por você. Para que isto seja muito mais simples, permita-se também a possibilidade de se rodear de gente que seja realmente positiva para você.

Procure a companhia daquelas pessoas que agregam valor a sua vida e não as que a diminuem, que aumentem a sua autoestima e não a pisoteiem. Essas pessoas positivas das quais você estará rodeado permitirão que você tire o melhor de si, que explore tudo o que você tem dentro e ainda não colocou para fora, por medo.

Mas na sua procura pela libertação de toda rejeição e a cura das suas feridas, não caia na tentadora busca pela aprovação que pode fazer você cair em outras redes ainda piores.

curar-a-ferida-da-rejeicao

Procure apenas a sua aprovação, apóie-se nos outros para se impulsionar, mas não para se acomodar. Investir em você e se valorizar como pessoa será o primeiro passo importante para começar a cuidar de si, para começar a viver sem medo da rejeição.

Imagens cortesia de Mandy Tsung, Jeremiah Ketner, Pascal Campion.

 


Fonte: A Mente é Maravilhosa

Salvar

Deixe uma resposta

Copiar
%d blogueiros gostam disto: